Fórum SIG de Partilha de Experiências e Divulgação de Boas Práticas

A AQUASIS organizou no passado dia 18 de abril de 2013 o primeiro Fórum de Partilha de Experiências e Divulgação de Boas Práticas | SIG como fator de Eficiência e Competitividade nas Entidades Gestoras (EG) de Abastecimento de Água e Saneamento, que se realizou no Grande Auditório do Laboratório Nacional de Engenharia Civil, em Lisboa. Esta realização contou com o apoio de várias entidades: Águas de Portugal, LNEC, Intergraph, Oracle, Leica Geosystems, Probitas, Trimble, APDA, APESB e PPA.

O evento teve a participação de 254 pessoas, dentro de um universo de 272 inscritos, tendo reunido 84 Empresas, das quais 44 Entidades Gestoras, nacionais e estrangeiras.

O evento contou, na sua abertura, com a presença do Professor António Jorge Monteiro, Presidente da APESB que falou sobre a importância do conhecimento das infraestruturas de água e saneamento. O Eng.º Jaime Melo Baptista, presidente da ERSAR, fez o encerramento do evento, tendo apresentado em antevisão algumas das conclusões sobre o processo de avaliação da qualidade de serviço de 2012, apenas nos temas directamente relacionados com o Fórum, que, pela primeira vez, passou a englobar todas as entidades gestoras nacionais.
Ao longo do dia foram apresentadas comunicações no âmbito dos Sistemas de Informação Geográfica, evidenciando-se, em todas elas, a sua importância no seio das empresas, nomeadamente, o facto de, quando bem utilizadas, potenciarem a eficiência operacional e a racionalização de custos. Destaca-se aqui a unanimidade das opiniões partilhadas quanto ao elevado nível e qualidade das apresentações e Oradores.

Participaram Moderadores e Oradores convidados, alguns deles, na qualidade de Clientes da AQUASIS e utilizadores da solução SIG G/InterAqua, outros conhecedores da temática do fórum.

Entre os Moderadores, contámos com a participação de Patrícia Paulo, na qualidade de Coordenadora da CESI da APDA, Rafaela Matos, do LNEC, Nuno Campilho, do SMAS de Oeiras e Amadora, e Alexandra Roeger, de Esposende Ambiente.

As intervenções foram divididas em duas sessões, onde os Oradores das Entidades Gestoras convidadas apresentaram casos práticos de estudo.

Na sessão da manha, as apresentações foram organizadas em 2 módulos:

  • A Base da Pirâmide, que reflete sobre as tarefas essenciais à constituição de uma cadastro fiável e ao conhecimento adequado sobre as infraestruturas;
  • O Planeamento e apoio à decisão, com apresentações que versaram sobre a produção de informação, para as atividades planeamento e controlo, incluindo as que requerem modelação matemática.

A sessão da manhã contou com as intervenções das seguintes entidades Gestoras: Águas da Região de Aveiro, Águas de Trás-os-Montes e Alto Douro, Câmara Municipal de Lisboa, SMAS de Oeiras e Amadora, SIMTEJO, SANEST, Câmara Municipal do Barreiro e SMAS de Torres Vedras.

A sessão da tarde foi dedicada à Gestão Operacional, com enfâse na democratização da informação e na integração de sistemas, com particular enfoque à utilização dos SIG como base para a gestão patrimonial de infraestruturas e para a gestão operacional de Ordens de Trabalho.

A sessão da tarde contou com as intervenções das seguintes Entidades Gestoras: Águas do Douro e Paiva, EPAL, EP (Angola), EMALSA (Espanha), Águas do Sado, SMAS de SINTRA, EPAL e LNEC.

Os casos práticos apresentados pelas Entidades Gestoras permitiram apreender como os Sistemas de Informação Geográfica se constituem, de facto, como um fator de eficiência e competitividade, contribuindo para a racionalização de custos, que nos dias de hoje são cruciais à sustentabilidade das Entidades Gestoras do sector.

Galeria

Assuntos relacionados

Mailing list

Registe-se no nosso site e receba notificações sempre que tivermos novidades Subscrever aqui
RSS
Partilhar